Forbes elege Miley como 17ª celebridade mais poderosa do mundo!
30
June
2014




072

A revista americana¬†Forbes¬†publicou sua anual lista de celebridades mais poderosas do mundo, baseada nos lucros e popularidade de cada artista. Esse ano, Miley Cyrus¬†levou a d√©cima s√©tima¬†posi√ß√£o no ranking¬†com ganhos superiores a¬†$36 milh√Ķes de d√≥lares¬†entre Junho de 2013 e Junho de 2014!

Al√©m disso, Miley √© a mais jovem na maior posi√ß√£o da lista, seguida de perto por Justin Bieber em #33.¬†A lista ainda mostra Miley √† frente de grandes nomes da m√ļsica e do cinema, como Taylor Swift, Justin Timberlake, Lady Gaga e Angelina Jolie.

Para conferir a lista completa clique aqui.


Comments Off
Banda Alt-J fala sobre sua amizade com Miley em nova entrevista
20
June
2014




002

O grupo disse que o sample da can√ß√£o de Cyrus, ”Hunger of the Pine” veio depois que a cantora pediu para o baterista¬†Thom Green remixar seu single do √°lbum ”Bangerz”.

Alt-J explicou¬†a origem da can√ß√£o ”Hunger of the Pine”, sua nova m√ļsica que tem um sample de Miley Cyrus. O grupo, aparentemente, escreveu seu mais recente single depois de ouvir um remix da can√ß√£o 4X4 de Cyrus, ent√£o “entrou em contato” com a estrela pop para perguntar se eles poderiam¬†utilizar sua voz para um sample.

Ela estava bem com isso“, disse o vocalista Joe Newman. “Ela tem nos apoiado muito, e ela √© uma f√£ … Para n√≥s, acrescenta um elemento inesperado a isso.

Cyrus esteve usando a can√ß√£o do Alt-J, ”Fitzpleasure” como parte da sua turn√™, Bangerz. Mas tamb√©m parece que a cantora estendeu a m√£o para o¬†baterista do¬†Alt-J, Thom Green para remixar 4×4. Green estava trabalhando em uma nova vers√£o da can√ß√£o de Bangerz, enquanto Alt-J escrevia um novo material, e ele come√ßou a manipular clipes, durante uma de suas apresenta√ß√Ķes.

Eu estava tocando viol√£o e Thom estava respondendo ao que eu estava fazendo no Ableton e antes que ele sabia, a gente veio com uma estrutura muito interessante, e eu vim com as letras para ele muito rapidamente“, lembrou Newman. “Parecia legal o que Joe estava tocando na guitarra“, acrescentou o tecladista, Gus Unger-Hamilton.

Green¬†havia colocado¬†o remix de Cyrus de lado, e j√° era tarde demais. “Inconscientemente – embora n√£o est√°vamos cientes disso – o que est√°vamos a escrever, depois de ouvir o remix teve o mesmo tom¬†que o remix, e no mesmo ritmo“, disse Newman. “Ent√£o, quando n√≥s t√≠nhamos estabelecido os limites do que a can√ß√£o seria, n√≥s olhamos para tr√°s no remix … e vimos a linha: ”¬†I’m a female rebel”¬†(trecho de 4×4) que¬†apareceu¬†e eu estava tipo …’ Podemos tentar usar isso? ‘”

Voc√™ pode ouvir a can√ß√£o ”Hunger of the Pine” aqui.

Fonte 

 


Comments Off
We Can’t Stop: um ano do retorno de Miley Cyrus
3
June
2014




063

Hoje, 03 de Junho, √© um dia que com certeza est√° marcado de forma positiva na vida de qualquer pessoa que se denomine f√£ da Miley Cyrus. Parece que foi ontem que Miley anunciou, toda boba, seu single que a traria de volta √† ind√ļstria musical. Ap√≥s trabalhar mais de um ano num √°lbum, o primeiro passo foi dado numa segunda-feira em Junho de 2013, ao lan√ßar “We Can’t Stop“.

O lan√ßamento da m√ļsica aconteceu no programa de Ryan Seacrest, na r√°dio KISS FM.¬†A m√ļsica foi lan√ßada ¬†com uma divulga√ß√£o pr√©via boa, incluindo a revela√ß√£o da capa do single num dos tel√Ķes da¬†Times Square. Um lado positivo foi que a m√ļsica n√£o vazou, conforme j√° aconteceu anteriormente com Cyrus.

Ent√£o o mundo finalmente estava permitido a ouvir “We Can’t Stop“, m√ļsica que esbanjava originalidade e que contava com um pop consistente e vocais pregui√ßosos. Cyrus amadureceu durante os tr√™s anos em que esteve longe da m√ļsica, tanto pessoalmente quando musicalmente, e “We Can’t Stop” realmente mostrou esse amadurecimento com a √≥tima sonoridade da can√ß√£o.

We Can‚Äôt Stop foi sucesso imediato, e suas posi√ß√Ķes nas paradas de sucesso provaram isso. No dia de lan√ßamento de We Can‚Äôt Stop, a m√ļsica atingiu o topo do iTunes de 21 pa√≠ses, sendo o Brasil um deles. No mesmo dia a m√ļsica foi para o primeiro lugar no iTunes mundial. Miley foi a primeira ex-disney de sua gera√ß√£o a conseguir tal feito. Algumas semanas ap√≥s isso, a m√ļsica conseguiu a segunda posi√ß√£o na tabela musical Billboard Hot 100, igualando sua maior posi√ß√£o com “Party in the U.S.A.”, de 2009. Atualmente, We Can’t Stop j√° vendeu mais de 3,2 milh√Ķes de c√≥pias nos Estados Unidos, e √© o terceiro single de Miley mais vendido, perdendo apenas para “Party in the U.S.A”, “The Climb” e, seu sucessor, “Wrecking Ball”.

A m√ļsica expressa seu objetivo muito bem e¬†definitivamente tra√ßa a linha entre a Miley Cyrus adulta e da pessoa que ela era antes. At√© as suas letras dan√ßantes que fazem refer√™ncia ao¬†twerk¬†(‚ÄúTo my homiegirls here with the big butts / Shaking it like we‚Äôre at a strip club‚ÄĚ ) e refer√™ncias √† drogas (‚ÄúEveryone in line in the bathroom/Trying to get a line in the bathroom/We’re all so turned up here‚ÄĚ) s√£o completamente inovadoras e inesperadas.

Se havia alguma d√ļvida de que ‚ÄúMiley Cyrus: a queridinha da Am√©rica‚ÄĚ j√° era, o v√≠deo da m√ļsica ‚ÄúWe Can‚Äôt Stop‚ÄĚ colocou essa d√ļvida para descansar. O clipe, que estreou numa quarta-feira (19 de Junho), √© fantasticamente desequilibrado e propositadamente irresist√≠vel. Voc√™ simplesmente precisa ver para crer.

A princ√≠pio muito criticado, o v√≠deo n√£o deixou de ser popular e – completamente de surpresa – bateu o recorde de v√≠deo mais assistido em 24h da VEVO, que antes pertencia a Justin Bieber. Com o lan√ßamento do v√≠deo, as redes sociais e sites de not√≠cias pipocaram de not√≠cias. Em geral, o argumento¬†seguia duas linhas: ‚ÄúMiley Cyrus √© sexy sem ser vulgar‚ÄĚ e ‚ÄúNunca senti tanta vergonha alheia‚ÄĚ.¬†Afinal, o que havia de t√£o anormal no clipe de We Can‚Äôt Stop? Em We Can‚Äôt Stop, vemos indiscutivelmente um clipe dos mais naturais j√°¬†produzido por uma ind√ļstria com menos interesse em transgress√£o poss√≠vel. Enquanto os sites de not√≠cias alardeavam que ‚ÄúMiley Cyrus tentava sensualizar¬†em novo clipe‚ÄĚ, Miley insistia em dizer que √© livre com sua sexualidade. No clipe, ela rebola, faz poses e aparece seminua das formas mais chocantes. Mas, a verdade √© que sabemos que existe um padr√£o¬†do que √© sensual, sexy e provocante. E, em We Can‚Äôt Stop, Miley n√£o recorre a esse padr√£o. “We Can‚Äôt Stop” deixa bem claro, para quem souber interpretar,¬†que a ironia √© a chave principal do clipe. Enquanto com produ√ß√Ķes e figurinos car√≠ssimos algumas cantoras n√£o chamam aten√ß√£o, Miley foi audaciosa e, ao ousar, foi bem sucedida.

Para finalizar, podemos fazer uso do que a Billboard disse ao anunciar a can√ß√£o como a melhor do ano de 2013: “Talvez os livros de hist√≥ria v√£o se lembrar do twerk e da l√≠ngua para fora que est√£o no videoclipe, mas We Can‚Äôt Stop foi uma das escolhas musicais mais ousadas da atualidade, e o risco valeu a pena tremendamente. Com as batidas feitas por Mike Will Made-It e com o trecho que diz ‚Äú√Č a nossa festa, podemos fazer o que quisermos‚ÄĚ, Cyrus incendiou sua imagem de garota da Disney sob a chama mais quente do ano.


Comments Off
“Fico muito irritada quando me chamam de anti-Miley”, desabafa Lorde
2
May
2014




054

H√° algum tempo, em entrevista ao programa ‚ÄúStudio Q‚ÄĚ da¬†CBC,¬†Lorde¬†falou sobre sua frustra√ß√£o em ser considerada uma ‚Äúanti-Miley Cyrus‚ÄĚ (o que √© quase como um ‚Äúanti-cristo‚ÄĚ para os f√£s de artistas da mais recente gera√ß√£o da¬†Disney). A entrevista n√£o √© recente, mas algumas partes ficaram ‚Äúdesinteressantes‚ÄĚ ou passaram em branco por maior parte da ‚Äúgrande m√≠dia‚ÄĚ, ent√£o o site¬†PressParty¬†resolveu repostar/reviver um dos trechos ‚Äúpol√™micos‚ÄĚ da entrevista. Confira abaixo:

Lorde: ‚ÄúEu fico muito frustrada quando me chamam de anti-Miley‚ÄĚ

A cantora de ‚ÄúTeam‚ÄĚ, Lorde, revelou que √© importante apoiar outras mulheres na ind√ļstria da m√ļsica, especialmente quando s√£o artistas solo femininas, mas √© dif√≠cil por causa de como a m√≠dia aborda o assunto e tentam causar rea√ß√Ķes.

Durante uma entrevista com Q, Lorde revelou que est√° cansada de ser referida como ‚Äúo oposto de Miley Cyrus‚ÄĚ porque √© importante n√£o se opor √† outras mulheres na m√ļsica:

‚ÄúEu fico muito frustrada com as pessoas me pondo como anti-Miley. Eu acho que isso √© uma das coisas que os jornalistas inventam em seus escrit√≥rios. As pessoas adoram por duas artistas femininas uma contra a outra no pop, o que me parece a coisa mais est√ļpida de todas. N√£o √© um tipo de luta at√© a morte.‚ÄĚ

‚ÄúAs pessoas acham que eu n√£o visto suti√£ e roupa de baixo nos meus v√≠deos porque eu acho que h√° algo de errado com isso ‚Äď eu n√£o acho. Eu s√≥ n√£o me sinto super confort√°vel com aquilo e n√£o acho que isso ajudaria minha m√ļsica parecer diferente.‚ÄĚ

Fonte: Lorde Brasil


Comments Off
The Boston Globe comenta sobre show da Bangerz Tour em Boston
3
April
2014




051

Fonte: The Boston Globe

Cinco anos constituem, basicamente, uma vida na m√ļsica pop, fato que Miley Cyrus sabe bem e tem usado a seu favor. Na √ļltima vez que cantou no TD Garden, em 2009, para uma outra multid√£o cujos ingressos foram esgotados, Cyrus veio para a cidade de outro jeito. Ela estava distanciando-se da marca, que fez dela uma estrela, chamada “Hannah Montana”, mas ainda n√£o havia emergido como a bagunceira que ela se tornaria.

Quando ela voltou na quarta-feira, ela chegou com tudo: mais destemida, cheia de atitude, mais confiante, mais m√ļsicas de sucesso. Era como ver uma artista totalmente diferente, mais √† vontade em sua pr√≥pria pele (e mostrando muito do corpo) e deixando bem claro que ela n√£o liga pra nada. Esta √© a nova vers√£o da Miley Cyrus, ame ou odeie.

Mas, o que era para ser uma festa de arromba, como tem sido a turn√™ at√© agora, se transformou em uma exposi√ß√£o muito p√ļblica de luto. Um dos c√£es de Cyrus, Floyd, tinha morrido no dia anterior, e a cantora de 21 anos de idade n√£o conseguia esconder sua m√°goa. Ela pediu desculpas e pediu ao p√ļblico para ajud√°-la a fazer a performance durante a noite.

Durante o show a tristeza pairava no ar mesmo quando Cyrus tentou espant√°-la com doses pesadas de arrog√Ęncia: “Can’t Be Tamed“, “Do My Thang“, “FU“. Esta turn√™ tamb√©m investe em controv√©rsias, e havia abund√Ęncia de artimanhas para fazer uma m√£e preocupada se preocupar ainda mais com suas p√©rolas, incluindo Miley simulando sexo oral em algu√©m vestido como Abraham Lincoln e um v√≠deo dela se contorcendo, enquanto presa. Essas crian√ßas crescem t√£o r√°pido hoje em dia.

Tudo combinou com o √ļltimo √°lbum de Cyrus, “Bangerz“, mas tamb√©m obscureceu o simples fato de que ela √© uma cantora competente, que poderia, ocasionalmente, fazer mais com menos espet√°culos. Um set ac√ļstico, em um palco improvisado erguido na parte de tr√°s da arena, mostrou-se especialmente dif√≠cil para Cyrus, com can√ß√Ķes de Bob Dylan (“You’re Gonna Make Me Lonesome When You Go”), Lana Del Rey (“Summertime Sadness” ) e Coldplay (“The Scientist”) puxando suas cordas do cora√ß√£o enquanto a c√Ęmera capturava as l√°grimas rolando pelo rosto.

Ela guardou o melhor para o final, batendo duro com seus tr√™s maiores sucessos. “We Can’t Stop” e “Wrecking Ball” levaram o p√ļblico a cantar junto estrondosamente, mas “Party in the USA” ficou fora de sincronia em uma noite t√£o sombria. Era um lembrete comovente que artistas t√™m sentimentos, tamb√©m, n√£o importa o qu√£o indestrut√≠veis eles afirmem ser.


Comments Off
Wiz Khalifa sobre Miley: “Ela tem muita energia”
3
April
2014




050

O rapper Wiz Khalifa apareceu no The Arsenio Hall Show na segunda-feira à noite e depois de falar sobre seu novo álbum, o bate-papo rapidamente virou-se para a maconha que a ex-estrela da Disney, Miley Cyrus, fuma!

Khalifa, de 26 anos, n√£o fez segredo de seu amor por fumar maconha e disse que ao fazer o seu √°lbum “Black Hollywood“, ele gravou v√°rias faixas com Cyrus – que aparentemente tem a mesma afinidade.

Eu tenho algumas m√ļsicas com Miley nesse CD“, o marido de Amber Rose diz a Arsenio Hall.

Como √© trabalhar com ela?” Hall pergunta.

Insano! Mas em um jeito legal, por√©m. Ela tem muita energia e fuma pra caramba“, revela Khalifa.

Como voc√™ define esse valor, pra caramba?” O apresentador pergunta.

Eu n√£o sei. Ela √© mais nova, por isso √© diferente“, diz o rapper.¬†“A cada cinco minutos ela ficava tipo: ‘Hey Wiz, tudo bem? Voc√™ tem um cigarro de maconha?’ Ela soltava mais fuma√ßa que um trem.

Cyrus, 21, j√° se gabou de seu amor por fumar maconha no ano passado, dizendo: “Eu acho que a maconha √© a melhor droga do mundo! Uma vez eu fumei um baseado com peyote nele, e eu vi um lobo uivando para a lua.”

Fonte: Radaronline


Comments Off
Cinco motivos para ir a um show da Bangerz Tour
18
February
2014




bangerz tourne

 

O site Entertainment Weekly fez um Top 5 de motivos que temos para ir a um show da Bangerz Tour, nova turn√™ de Miley que come√ßou no √ļltimo dia 14, no Canad√°. Os mesmos foram escritos por uma pessoa da equipe do site, que estava no show de Vancouver. Confira-os abaixo:

A multidão: Se você tem alguma curiosidade sobre garotas adolescentes e o que as intriga e as anima na cultura popular, em 2014, você pode ver milhares delas responderem Miley em tempo real. (Não eram apenas garotas adolescentes no show em Vancouver, mas como um homem adulto, que usava calça cáqui lá, eu posso te dizer que eu era a minoria). Eles estão entretidos, ao invés de devidamente influenciados, pelo espetáculo do ícone adolescente. E eles conseguem aproveitar tudo livre dos olhos de meninos, mestres e pais. E mais importante, eles são divertidos Рtotalmente engajados e ansiosos para a festa.

A comédia:Miley, uma boa apresentadora do Saturday Night Live, com anos de treino comediante na Disney, se elevou a um patamar que mais ninguém conseguiu. Ela começa o show escorregando em uma língua gigante, caindo de forma inteligente, e dando um aceno amigável, e então começa a chover adereços e figurinos, tendo todas as oportunidades de minar sua própria imagem de mau gosto. Como você pode não dar risada quando ela veste uma blusa com seu próprio rosto estampado, e com seu bumbum saindo debaixo dela?

Os figurinos: Marc Jacobs, Jeremy Scott, peças inspiradas pelo mestre Bob Mackie: mais atléticas do que sexys, as roupas do estilista em exposição poderiam encher uma passarela. E ainda assim elas não tem sequer um pouco de alta-costura esnobe.

Os covers: Ela faz o mesmo da m√ļsica ‚ÄúJolene‚ÄĚ que voc√™ j√° viu no Youtube, al√©m do cover de ‚ÄúHey Ya!‚ÄĚ. Miley √© uma mestre em interpretar.

Sua verdadeira voz:Miley não faz várias brincadeiras na turnê, mas é uma viagem cada vez que ela fala. Com seu sotaque maravilhosamente resistido, ela soa como uma estrela de cinema antigo ou uma cantora country estimada. E, de fato, ela tem uma porção saudável de ambos na sua alma de artista.

Ansiosos? Cada vez que alguém fala tão bem da turnê, temos mais vontade dela no Brasil logo!

Fonte: Entertainment Weekly 

 


Comments Off
David Blond fala sobre o figurino da Bangerz Tour em entrevista
13
February
2014




~7

 

O estilista David Blond, em recente entrevista, mencionou rapidamente Miley e falou dos looks da sua nova turnê, a Bangerz Tour.

[...] O designer tamb√©m confirmou que os Blonds t√™m colaborado em v√°rios looks da t√£o esperada Bangerz Tour de Miley Cyrus, que come√ßa no Dia dos Namorados [dos EUA]. David insinuou, “ela tem planejado algo que ningu√©m jamais iria esperar dela. . . ela sabe o que ela quer. “A vida realmente √© melhor como loira.

 

O que você espera dos looks de Miley para a Bangerz Tour? Lembrando que o show de abertura da turnê acontecerá amanhã, onde descobriremos o set list, looks, cenário, etc.

Fonte


Comments Off
Confira a entrevista completa de Miley para a W Magazine
3
February
2014




mcyrus1

“Ela √© legal, ela √© escandalosa”, Kristal, de 13 anos de idade , grita sobre o barulho. “Eu gosto do seu cabelo “, acrescenta Morgan, de 12 anos de idade, ao lado dela. “Ela √© uma vagabunda”, declara Kaylee , uma mal-humorada de 14 anos de idade, com um trabalho desaparecendo corante magenta e um boca de chiclete. “Estou aqui para Ariana Grande.” Pelo que sei , ela est√° se referindo a uma fonte do Microsoft Word ou um novo tipo de caf√© com leite. Esta n√£o √© a minha cena. Estou no caos opressivo no Staples Center, em Los Angeles, embalado nesta noite de dezembro para o Jingle Ball , uma s√©rie de concertos com artistas pop.

Kristal e Morgan são Smilers, como os fãs de Miley se chamam. Alguns carregam uma tocha para Hannah Montana, o papel do Disney Channel que a tornou uma estrela. Outros favorecem a pessoa mais ousada introduzida com o seu álbum de 2013, Bangerz. Mas todos são ferozmente dedicados, horas esperando por um vislumbre de Cyrus. No palco, as luzes se apagam. Lantejoulas vermelhas piscam através de uma maquina de fumaça. Cyrus , com um conjunto de duas peças chamativas, subiu alto o suficiente para exigir um bikini. Atrás dela, uma mulher negra alta dança em uma árvore de Natal.

Miley, mais tarde, virou-se, apontando para o traseiro das mulheres e batendo, abanando a l√≠ngua para o p√ļblico. Ao lado dela , uma pequena pessoa em um collant prata com seios c√īnicos de espuma Cyrus se ajoelha e aperta eles brincando. Dezoito mil membros da plat√©ia est√£o explodindo em alegria desequilibrados. “Oh, meu Deus”, grita Kristal , √† beira das l√°grimas. “Eu a amo!”

“Eu n√£o amo crian√ßas”, Cyrus me disse uma noite anterior ao show, fumando um cigarro. Estamos na sua sala, sentados em frente a uma lareira de pedra branca de meados do s√©culo moderno. H√° tr√™s lareiras em sua mans√£o nas colinas com vista para Los Angeles, que √© escondida por tr√°s de portas altas e monitorada por c√Ęmeras de seguran√ßa incont√°veis. O fogo lan√ßa sombras em toda forma l√Ęnguida de Cyrus, agora sentada sobre uma cadeira Tulip desconfort√°vel. A camiseta listrada preto e branco da Chanel trava folga em seu corpo magro. Com franja pageboy caindo sobre o rosto sem maquiagem, a cantora parece vulner√°vel, infantil. S√≥ a palavra ”bad” no vermelho corajoso em seu dedo m√©dio direito, uma de suas 21 tatuagens na √ļltima contagem. O empres√°rio revela que ela vai estar no palco na noite seguinte. Ela acaba de completar 21. Eu come√ßo a responder, mas Cyrus n√£o est√° escutando.

“Eu n√£o amo elas porque, quero dizer, eu acho que eu estava em torno de muitas crian√ßas em um momento, porque eu estava mesmo em torno de um monte de crian√ßas.”. Uma conversa com Cyrus joga mais como um vertiginoso mon√≥logo de fluxo de consci√™ncia. Ela √© Molly Bloom-o, personagem que fecha o Ulisses de James Joyce, com um cap√≠tulo sem pontua√ß√£o e frases para o Instagram. Ela raramente faz uma pausa.

Cyrus fala na l√≠ngua de sua gera√ß√£o: Ela √© uma mensagem de texto humana. “Elas s√£o t√£o malvadas porra”, continua ela. “√Äs vezes ou√ßo as crian√ßas com seus pais, e eu quero ir l√° e, tipo, eu mesma bater nelas… quando elas me encontram, elas s√£o tipo, ‘M√£e, voc√™ n√£o sabe como usar um iPhone? Tipo, voc√™ pode tirar a foto?’. Eu sou tipo, ‘Cara, se eu falasse com a minha m√£e assim quando eu era crian√ßa, eu teria ficado sem telefone, sem computador, sem TV, sem nada’. E ent√£o, sim, as crian√ßas s√£o malvadas.”

Cyrus recebe um monte de mentions nos dias de hoje. Ela tem 16,7 milh√Ķes de seguidores no Twitter, e a cada dia suas mentions s√£o inundadas com insultos. (Cyrus: “Eu odeio fazer malas.”. Respondem ela com: “tenha c√Ęncer.”) Ela √© a personifica√ß√£o de uma nova gera√ß√£o de fama. Ela arca com os custos de uma m√≠dia cada vez mais intrusiva; com um voraz p√ļblico para essa intromiss√£o, e com um mundo em rede que colocou todos n√≥s, celebridades ou n√£o, sob o microsc√≥pio. Cyrus abaixa a voz conspirat√≥ria e me diz: “Eu acho que com, tipo, Instagram, Twitter, qualquer coisa, todo mundo √© um paparazzi agora. Tipo, qu√£o assustador isso √©? Tipo, voc√™ nunca est√° seguro.” Mesmo as pessoas comuns, Cyrus diz: “S√≥ acho que elas podem, tipo, falar sobre voc√™ como o conhecem. Especialmente porque eu cresci nisso, e como voc√™ cresceu, tamb√©m, h√° um senso de direito.” Ela n√£o est√° errada sobre ambos. Ambos criados por artistas, ambos levados a trabalhar sob os holofotes em nossos pr√≥prios termos.

Cyrus esteve nesse holofotes cedo, primeiro como filha do cantor country Billy Ray Cyrus. Destiny Hope, como Miley foi batizada, nasceu em 1992, ano de “Achy Breaky Heart” de Billy Ray que chegou ao topo das paradas. Em uma fazenda de 500 hectares em Franklin Tennessee, ela e seus cinco irm√£os passaram longos dias de ver√£o ao ar livre. “N√≥s nunca est√°vamos dentro de casa, e nunca us√°vamos sapatos”, ela lembra. “Eu acho que √© por isso que eu gosto de usar poucas roupas e estou sempre nua”. Cyrus est√° perto de sua m√£e, Tish ,que administra sua carreira. “Eu nunca tive, tipo, uma bab√° que cuidou de mim”, relata Cyrus. “Minha m√£e sempre me alimentou com o almo√ßo e jantar”.

Mas os pais dela tamb√©m serviram como um exemplo do que n√£o fazer, come√ßando com confiando muito facilmente. “Meu pai, tipo, ele √© o homem mais confiante no mundo”, diz ela. “Ele confia em todo mundo, no fundo, at√© foderem ele de novo. E minha m√£e tamb√©m n√£o guarda rancores. Ela √© realmente como se fosse o que voc√™ sabe. Cyrus faz uma pausa, um fato raro. Ela franze a testa. “O que √© isso ? ‘Vergonha de mim’?… Ou qualquer coisa do tipo.”

“Me engane uma vez?”, eu falo, mas Cyrus est√° falando novamente. “Ela vai deixar algu√©m, tipo, foder com ela duas vezes, e, em seguida, ela vai deixar isso pra l√°, e ent√£o ela meio que esquece isso. E eu costumava ser assim. E agora eu s√≥ deixo no fundo da minha mente.” Outras influ√™ncias dos anos pr√©-fama de Cyrus inclui seu av√ī Ron Cyrus, um legislador do estado de Kentucky, que inspirou uma raia contracultura (“Para ser um democrata em um estado super conservativo, ele pode ser louco, porque as pessoas olham para voc√™ como se voc√™ fosse algum tipo de pecador”, diz ela) e Dolly Parton, madrinha de Cyrus. (“O que eu amo sobre Dolly √© ela diz oi para a pessoa que est√° fazendo a refei√ß√£o antes de dizer oi para o elenco.”).

Aos 9 anos, Cyrus j√° havia conquistado um holofote dela mesma, aparecendo em um pequeno papel no programa de televis√£o de seu pai, Doc. Tr√™s anos depois, aos 12, ela conseguiu o papel na TV que faria dela uma estrela: Hannah Montana. Lee Shallat Chemel, que lan√ßou Cyrus nesse papel, lembra que a atriz infantil era imatura, mas se jogou. “Eu n√£o via ela conduzida a esse ponto”, ela comenta. “Eu a vi muito aberta e muito disposta a ir.” E foi o que ela fez. Cyrus se tornou uma das estrelas mais rent√°veis da Disney, a com mais vendas. A franquia Hannah Montana ganhou o valor de US $ 1 bilh√£o ao longo de sua exist√™ncia (2006-2011).

Mas a fama trouxe julgamentos cada vez mais duros. Em 2008, Cyrus com 15 anos escandalizou seu p√ļblico, vestindo o que parecia ser nada mais do que um len√ßol em fotografias tiradas por Annie Leibovitz para a Vanity Fair. ( “Eu me sinto t√£o envergonhada“, disse Cyrus no momento. “Pe√ßo desculpas aos meus f√£s, que se importam t√£o profundamente.”) No ano seguinte, ¬†saiu um v√≠deo de sua dan√ßa em um pole dance em uma premia√ß√£o. Pouco tempo depois, ela encontrou-se nas manchetes novamente quando um v√≠deo dela com um bong foi vazado.

O interesse do p√ļblico com a imagem pessoal de Cyrus nunca faltou, mas como um feiti√ßo, a capacidade de lucrar sobre ela sim. Seu √°lbum de 2010 com a Disney, ”Can’t Be Tamed”, foi seu menos bem sucedido. Tentativas intermitentes para o in√≠cio de sua carreira de atriz balbuciou . Ent√£o, 2013 chegou, e com ele, um reinvento radical sem desculpas necess√°rias. Um biqu√≠ni de l√°tex da cor de pele para sua performance no MTV Video Music Awards, balan√ßando nua em uma bola de demoli√ß√£o em seu mais popular videoclipe, proporcionando auto-retratos √≠ntimos via redes sociais. No final do ano, ela era a pessoa mais pesquisada na Am√©rica. Cyrus tamb√©m reinventou a m√ļsica dela. Ela contratou um novo empres√°rio musical, Larry Rudolph, famoso por controlar a carreira pol√™mica de Britney Spears. Ela montou uma equipe poderosa de produtores, incluindo o confi√°vel hitmaker Pharrell Williams, Doctor Luke e Mike Will Made It. Isso, tamb√©m, valeu √† pena. Bangerz chegou ao topo da Billboard 200, e Cyrus foi ganhando respeito cr√≠tico. “Eles fizeram um write-up na revista Rolling Stone com os melhores √°lbuns de 2013″, diz Cyrus dando uma tragada de cigarro. “E o meu √°lbum foi um deles! Eu imprimi. Eu me dou coisas desse tipo para olhar. “

Cyrus insiste que sua imagem provocativa √© planejada. Em parte, ela me diz, √© por uma resposta ao que ela v√™ como uma falta de autenticidade em grupos. “Eu simplesmente n√£o entendo o que metade das meninas est√£o vestindo. Todo mundo se parece com¬†Vanna White. Estou tentando dizer √†s meninas, tipo, foda-se isso. Voc√™ n√£o tem que usar maquiagem. Voc√™ n√£o tem que ter cabelo loiro longo e peitos grandes. N√£o √© disso que se trata. √Č, tipo, estilo pessoal.¬†Eu gosto de estar associada √† sexualidade e ser do tipo punk-rock-shit onde n√≥s simplesmente n√£o nos importamos. Como Madonna ou Blondie ou Joan Jett – Jett √© a √ļnica que eu ainda fico um pouco inst√°vel ao redor. Ela fez o que eu fiz de uma forma t√£o louca. Quero dizer, as meninas, ent√£o, n√£o deveriam usar cal√ßas de couro e, ser tipo, foda-se. E ela fez. “

Mas Jett n√£o cresceu na era da m√≠dia social. Cyrus √© muitas vezes criticada. √Č sem sentido o bullying no Twitter. Recentemente, ela tem resistido reivindica√ß√Ķes mais graves, que ela explora seus dan√ßarinos an√Ķes e a mulher negra em seu show no Jingle Ball. The Guardian chamou a utiliza√ß√£o de dan√ßarinos negros e o foco em seus traseiros de “um show de menestrel.” Uma coluna no site de cultura Jezebel.com, visto mais de 746.000 vezes, acusa Cyrus de “Fazer dos negros um acess√≥rio.” Amazon Ashley, a performer burlesca que √© destaque no v√≠deo de Cyrus “We Can’t Stop” e usava o traje da √°rvore de Natal, durante as performances. “Eu digo, ‘Bah, isso tudo √© uma farsa’“, diz ela sobre os cr√≠ticos. “Miley me trata com o maior respeito. Twerking √© o meu neg√≥cio. √Č o que eu gosto, √© quem eu sou.”

A atitude de Cyrus de usar pessoas an√£s provocou um rancor ainda mais profundo. Hollis Jane, que apareceu vestida como um ursinho de pel√ļcia na performance do VMA, escreveu mais tarde que “ficar no palco, naquele traje, foi uma das coisas mais degradantes, e estava sendo tratada como um objeto, como algo menos que humano.” Brittney Guzman, a an√£ que foi contratada ap√≥s a sa√≠da de Jane, esteve nas performances do Jingle Ball de Cyrus, e rejeita queixas como um objeto para chamar a aten√ß√£o. Ela diz que a manipula√ß√£o de Cyrus com seu corpo √© uma forma de afeto fraterno. “Quando ela agarra meus peitos, estamos apenas nos divertindo”, diz ela. “N√£o √© degradante.”¬†Ela ainda menciona sua rela√ß√£o no cotidiano, fora do palco. “Depois de shows, √†s vezes, ela toca meu peito, e ela fala tipo ‘Oh, sim, eu s√≥ queria agarr√°-lo” … Ou ent√£o ela √© tipo ‘Da pr√≥xima vez eu vou pegar sua bunda … porque Britney tem o maior esp√≥lio.” Quando perguntada sobre as cr√≠ticas, Cyrus simplesmente diz: “Eu n√£o dou a m√≠nima. Eu n√£o sou a Disney, onde eles t√™m, tipo, uma menina asi√°tica, uma garota negra, e uma menina branca, para ser politicamente correta, e assim tipo, todo mundo tem cores vivas nas camisetas. Voc√™ sabe, √© tipo, eu n√£o estou fazendo qualquer tipo de declara√ß√£o. Qualquer um que odeia voc√™ est√° sempre abaixo de voc√™, porque eles est√£o com inveja do que voc√™ tem.” Cyrus parece ter desenvolvido uma capacidade sobrenatural de sintonizar as coisas. (“Eu tenho uma dificuldade de audi√ß√£o”, ela admite.) Isso vale tanto para a cr√≠tica quanto para as outras pessoas. “Eu tenho um monte de gente que se eu pudesse ligar e sair com eles, mas eu tenho muito poucos amigos, se isso faz algum sentido”, ela me diz. “Tipo, eu apenas n√£o digo tudo para v√°rias pessoas.”

Ela admite que a sua relut√Ęncia em confian√ßa √© preocupante, desde que ela e seu namorado de 24 anos, o ator australiano Liam Hemsworth, terminaram o noivado de um ano em Setembro passado. “Caras assistem muita pornografia”, ela confidencia, distraidamente cutucando um iPhone deslumbrado. “Essas meninas n√£o existem. Elas n√£o s√£o meninas reais. E isso √© como se n√≥s garotas assist√≠ssemos √† filmes de romance. Isso √© pornografia feminina, porque, tipo, esses caras n√£o existem.¬†O tipo que existe apenas se esfor√ßa demais consigo, e eu fico tipo ¬†‘Eu n√£o preciso de voc√™ para me impressionar. Eu n√£o quero que voc√™, tipo, me leve √† restaurantes de luxo. Eu odeio sentar para jantar!”. O tom de Cyrus come√ßa a soar acusador, embora eu n√£o tenha levado-a a nenhuma refei√ß√£o, sentada ou de outra forma . “Voc√™ n√£o tem que fazer isso comigo! Voc√™ n√£o tem que me levar em viagens! Eu literalmente quero apenas relaxar aqui!” Ela recolhe a si mesma: “√Č por isso que eu sou, tipo, n√£o tento saltar em um relacionamento… Eu amo a minha m√ļsica tanto, e eu amo tanto o que estou fazendo, que se tornou a minha outra metade, ao inv√©s de outra pessoa. E ent√£o, sim , eu sinto que eu tenho que ser capaz de ser 100%.

Uma pedicure foi para o lado de Cyrus.¬†“Estou fazendo uma pequena entrevista“, Cyrus diz para ela. “Mas voc√™ pode arrumar aqui, se quiser.”¬†Ela se vira para mim e diz: “Esta √© Maya. Ela faz as unhas.

Eu nunca saio de casa“, explica Cyrus. “Por que ir ao cinema? Eu tenho uma TV enorme. Temos um chefe aqui que voc√™ pode ter comida boa. N√≥s n√£o precisamos sair. Gostaria apenas de estar aqui onde estou, completamente trancada.


Eu olho ao redor da sala. O sol est√° se pondo em Los Angeles, os √ļltimos raios de luz que rastejam pelo ch√£o manchado de carvalho escuro. A decora√ß√£o moderna √© pontuada por ocasionais detalhes da Nova Era, como a cabe√ßa gigante de Buda na fonte da garagem. Na garagem ficam as motos de Cyrus, um Mercedes S class branco, um Porsche e um Maserati – mas com os paparazzis ao lado de fora, Cyrus diz que sair exige um planejamento.

Ela revela uma nota de saudade quando eu falo que eu estou prestes a partir para uma miss√£o no Qu√™nia.¬†“Eu quero ir para o Qu√™nia“, diz ela.

Eu falo para ela ir: “N√£o √© brincadeira. Voc√™ poderia fazer isso.

Qu√™nia √© meu sonho“, diz ela. “O Qu√™nia √© o meu sonho total. Eu queria n√£o ter que ir para Minneapolis na pr√≥xima semana, eu gostaria de poder estar no Qu√™nia.

Sua imagina√ß√£o est√° funcionando agora. “Eu quero ir para a Isl√Ęndia“, diz ela.

Sim!“, eu concordo. “Eu nunca estive l√°.”

Vamos fazer uma viagem √† Isl√Ęndia… e eu quero ir para a Noruega … Algu√©m disse que a luz de l√° √© t√£o bonita…“. Se Cyrus chegar ao Qu√™nia, na Isl√Ęndia ou na Noruega, provavelmente n√£o vai ser para aventura. E isso definitivamente n√£o vai ser em breve. Este ano ser√° gasto cruzando a Am√©rica e Europa para sua Bangerz Tour, que vai come√ßar em meados de Fevereiro. “Eu amo estar, tipo, na estrada“, diz ela, feliz. “Eu s√≥ quero fazer m√ļsica.

A m√ļsica √© o √ļnico contexto em que eu testemunho Cyrus ouvir perfeitamente, profundamente, totalmente. Quando eu digo a ela que eu trabalhei como cantora e compositora, ela pede para ouvir a minha parceria com um m√ļsico que ela tamb√©m j√° trabalhou. Ela coloca o fone de ouvido do meu telefone durante tr√™s minutos e meio. “Este coro √© incr√≠vel” diz ela, balan√ßando a cabe√ßa com a batida. “Porque os versos s√£o mais pop, mais legais, e o refr√£o soa t√£o old-school…“. Em poucos minutos de m√ļsica, ela me faz mais perguntas do que ela tem em horas de conversa: letras, melodias, inspira√ß√Ķes.

As pr√≥prias influ√™ncias de Cyrus est√£o em contraste gritante com o pop produzido no Bangerz. Mais tarde, ela se deita sobre sua cole√ß√£o de vinil, tirando a poeira do rock psicod√©lico de sua banda favorita, Pink Floyd, e os padr√Ķes de Dolly Parton, Bobby Vinton, e Irma Thomas. Em 2012, Cyrus gravou uma s√©rie que ela chama de “backyard sessions”, com sua¬†banda, apresentando vocais powerhouse em padr√Ķes como Dolly de “Jolene“. √Ä men√ß√£o de um recente sucesso por uma proeminente princesa do pop, Cyrus mexe em seu nariz. “Oh, Deus! Isso √© o pior. Eu n√£o poderia imaginar que voc√™ est√° fazendo um √°lbum que soa como isso.“Mesmo quando crian√ßa, ela tinha uma confian√ßa criativa √ļnica. Ela se lembra de lutar com um produtor de seus dias de Disney. “Eu era tipo, ‘Por que diabos voc√™ est√° fazendo isso?”.

Parte de seu poder, Cyrus sente, est√° em n√£o ter nada o que provar. Com 21, ela conseguiu transformar-se em um rolo compreensor duas vezes. “Voc√™ sabe, eu j√° fiz o meu dinheiro. Se ningu√©m comprar o meu √°lbum, legal. Est√° tudo bem. Eu tenho uma casa, e eu tenho os cachorros que eu adoro. N√£o preciso de mais nada,” diz ela. Em sua opini√£o, esse √© um luxo que tem levado √† lendas que ela mais admira. “Talvez eles sem bem sucedidos porque eu n√£o tenho que provar nada. Eles est√£o apenas fazendo isso porque eles adoram. Espero ser como Dolly quando eu estiver indo aos 75. “

Al√©m da m√ļsica , Cyrus est√° se expandindo seus interesses. Depois de sua separa√ß√£o, ela me disse que ela pediu Diane Martel, a diretora respons√°vel pelo clipe “We Can’t Stop” da Miley, e pelo “Blurred Lines” de Robin Thicke¬†para “me afogar em novos filmes, livros e arte. Eu morava em Nashville, onde essa merda n√£o est√° acess√≠vel.” N√≥s folheamos um livro de fotografias de Cindy Sherman. “Olhe”, diz ela, quando chegamos √† imagem de n√ļmero 276, em que a artista se apresenta como uma esp√©cie de Cinderela suja. “Lady Gaga certamente se inspirou nisso aqui.” Cyrus tamb√©m encontrou seu gosto em filmes. Ela me diz que ela apenas assistiu ao de Tom Cruise, ”Days of Thunder”, por tr√™s noites seguidas. Ela tamb√©m rec√©m ficou encantada com a vers√£o cinematogr√°fica de A Streetcar Named Desire. “Eu sou a Blanche de T, uma completa psicopata”, ela balbucia alegremente. Eu fico olhando para ela. Eu literalmente n√£o consigo imaginar ningu√©m menos que a fr√°gil Blanche DuBoi de¬†Tennessee William.¬†“Toda vez que eu a via“, ela continua, “eu ficava tipo ‘Essa sou eu!’“. Se Cyrus √© uma performance Vivien Leigh, √© Scarlett O’Hara nas primeiras cenas de ”E o Vento Levou. Ela √© impetuosa, bela, mais inteligente do que muitos dizem, lenta para ouvir, r√°pida para falar, habituada a usar sua sexualidade para seus pr√≥prios fins.

Quanto ao mundo para al√©m das artes, Cyrus est√° desconfiada. “As not√≠cias meio que me deixam ansiosa“, ela me diz. “Ent√£o, eu sou menos pol√≠tica.”¬†

Ela est√° relutante at√© mesmo para participar da conversa nacional sobre a legaliza√ß√£o da maconha, embora a maconha tenha se tornado uma pe√ßa central de sua imagem. “Eu te amo, maconha”, ela me diz. “Eu adoro ficar chapada.” Mas ela est√° menos interessada em pol√≠tica do que em controle de qualidade. “Eu s√≥ quero que volte a ser como ela era, tipo, org√Ęnica, uma boa maconha.” Tentando acopl√°-la em outros eventos atuais, eu venho de m√£os vazias. Quando ela me fala sobre O Dia de A√ß√£o de Gra√ßas com o cl√£ Cyrus, seus irm√£os:¬†‚Äúliteralmente, entrou em uma briga sobre aliens“. Eu pergunto: “Imigra√ß√£o?

Sim. Ent√£o ele…

Onde √© que a fam√≠lia fica com isso?” Eu pergunto.¬†

Bem, meu irm√£o mais velho est√° obcecado com todos esses document√°rios que foram proibidos. Meu irm√£o est√° convencido de que √© o governo que n√£o quer que saibamos sobre alien√≠genas, porque o mundo iria apenas, tipo, pirar“.

“Oh”, eu digo, percebendo que houve um mal-entendido. “Alien√≠genas, literalmente.”¬†

“√Č por isso o meu irm√£o mais novo fica tipo, ‘Isso √© completamente falso.’”¬†

“Diga ao seu irm√£o que eu trabalhava para o governo e n√£o vi alien√≠genas.”¬†

“Eu n√£o tenho tanta certeza”, diz ela, dizendo a mim que uma vez ela viu luzes suspeitas no c√©u, nas Bahamas. “Meu pai me disse que era um sat√©lite. Mas a forma como despareceu foi muito estranha. “

Eu acho que foi um sat√©lite“, eu digo.

Apesar de sua falta de interesse na pol√≠tica, Cyrus me diz que quer ter um impacto sobre alguma coisa. Ela corre atrav√©s de ideias a s√©rio. Bem-estar animal (“Tipo, todos os meus c√£es foram resgatados e s√£o incr√≠veis!“), ass√©dio moral (“Eu realmente quero que as pessoas n√£o tenham medo“), purifica√ß√£o de √°gua (“Eu acho que a √°gua √©, tipo, uma coisa muito importante“), o meio ambiente (“Eu estou t√£o assustada que o c√©u n√£o vai ser azul mais. Vai ser preto de toda essa merda“). Se h√° uma coisa que Cyrus tem que fazer, √© descobrir quais grupos ela representa.

Eu desliguei o meu gravador e me virei para a pesada porta verde da frente. Sua madeira s√≥lida √© dividida por quatro pain√©is estreitos de vidro, agora emba√ßados, obscurecendo o mundo exterior. Espio para fora e, em seguida, abro. Enquanto caminho para o frio da noite de Los Angeles, Cyrus me chama. T√≠nhamos conversado sobre livros favoritos, e agora ela me pede uma lista de leitura. “Nada muito pesado”, ela acrescenta rapidamente. “Nada chato.”

Fonte: WMagazine.com | Tradução: Gabriel e Giovanna РEquipe MCyrus.com 


Comments Off
Confira a entrevista traduzida e completa para a LOVE Magazine
2
February
2014




044

No começo eu não tinha certeza sobre Miley. Muitas pessoas não têm. Foi complicado escolher as roupas para a sessão, porque ela parece dividir a opinião tanto quanto uma marmite-esque. Muitas pessoas que eu respeito não queriam se envolver. Eles achavam que havia algo superficial sobre ela Рperigosa, mesmo.
Mas então você a conhece. E ela é a mais charmosa e intrigante celebridade que eu já vi. Ela me lembra uma Drew Barrymore mais jovem Рalguém que é muito sábia para a idade que tem, que viu muito gente entrar por uma porta e sair por outra (em seus longos 21 anos), e é tão perigosa quanto o meu coelho. Ela é extremamente brilhante Рhipnotizante de fato .
Para ser honesta, eu refleti muito sobre a escrita de uma introdu√ß√£o a esta hist√≥ria. Eu n√£o sinto que eu precisava defender a decis√£o de trabalhar com Miley s√≥ dizendo que gostaria dela – Marc Jacobs tinha me dito que eu a adoraria – e s√≥ porque eu gosto de Bangerz . Mas, em seguida, houve o furor em torno da internet dizendo que Miley supostamente sacaneou Beyonc√© na entrevista a seguir. Ela nunca fez tal coisa: Beyonc√© nem foi sequer mencionada. Nem ela e nem eu est√°vamos muito interessadas em sacanear ningu√©m – principalmente artistas t√£o talentosos quanto a Beyonc√©. A vida √© muito curta e, como diz Miley na entrevista: “Eu nunca disse nada de ruim sobre algu√©m“.

Al√©m disso, ela adora moda: ela fica bem nela, ela gosta do que faz. Ela entrou no est√ļdio vestindo um top transparente de Margiela, estrelas cobrindo os mamilos, cal√ßas justas e pretas de vinil e botas de amarrar pesadas. Ela √© alta e magra, e usa roupas muito bem – na verdade, ela deve usar mais delas com mais frequ√™ncia. Sua escolha de m√ļsica foi estranha e interessante, provavelmente influenciada por seu pai: incluiu “Tiptoe Through the Tulips” de¬†Tiny Tim e “Ruler of My Heart” de Irma Thomas, ao lado de Lil’ Kim, como j√° era previsto. Ela tamb√©m chegou para a sess√£o de fotos na hora e nunca deu um √ļnico telefonema ou respondeu mensagens em qualquer ocasi√£o que eu trabalhei com ela – muitas modelos podem querer tomar nota deste n√≠vel de concentra√ß√£o e dedica√ß√£o. Quando est√°vamos fotografando-a para a campanha de Marc Jacobs as fotos foram dif√≠cil de serem feitas porque t√≠nhamos algumas garotas nas fotos e no set. Em um ponto David Sims agradeceu Miley por sua paci√™ncia, ao que ela respondeu: “N√£o h√° nada que eu iria preferir estar fazendo agora no mundo. Estou usando uma pe√ßa de Marc Jacobs em uma praia falsa em um est√ļdio em Los Angeles.” E ela realmente queria dizer isso. Ent√£o, aqui voc√™ tem Miley… A estrela perfeita. E hoje, e eu sou uma f√£.

- Katie Grand, 07 de janeiro de 2014

Miley Cyrus deixa o ensaio fotográfico de suas fotos para a capa da revista no preciso momento em que nós devemos nos sentar e conversar sobre seu ano de transição. Como já é popular dizer, 2013 viu Miley completar 21 anos se metamorfoseando de queridinha da Disney pra uma chave para o colapso da civilização ocidental, ou pelo menos a ala feminina pop dela. Talvez dada a enormidade dessa mudança percebida e a estrela querendo apresentá-la de forma clara para que o leitor perceba, o representante dela pergunta educadamente se eu me importaria de remarcar a entrevista para dois dias depois, portanto. Miley está sentindo falta de seus cães que ficaram em casa, em Los Angeles. Ela está cansada. Posso vê-la escutando, um pouco distraída, o cabeleireiro oferecendo-se para lavar a tinta vermelha em seu cabelo para o visual de hoje. Ela explica que ela pode fazer isso sozinha no hotel.

Na semana anterior, Miley viajou para fora de sua cidade, Los Angeles e j√° passou por Londres, Amsterd√£ e Berlim. Faltam oito dias para comemorar seu anivers√°rio, que ela diz que vai comemorar por n√£o fazer nada (“Eu sou o maior fracassada“), em seguida, fazer uma performance na noite seguinte, no American Music Awards. Ela iniciou este ciclo promocional ao receber o pr√™mio de Melhor V√≠deo para a sua balada sensacional ‘Wrecking Ball‘ (“Eu nunca quis come√ßar uma guerra, eu s√≥ queria que voc√™ me deixasse entrar“) no Europe Music Awards, em Amsterd√£. Em um vestido prata Spandex ela fez uma performance de seu hit “We Can’t Stop” (“√Č a nossa festa, podemos fazer o que a gente quiser”; “√Č a minha boca que eu posso dizer o que eu quero“), enquanto dan√ßava com uma an√£. Ela recebeu o pr√™mio das m√£os de Will Ferrell em um mai√ī branco brilhando e e um volumoso casaco de pele, arrancou um baseado de sua bolsa da Chanel e fumou ele no palco. A multid√£o gritou em aprova√ß√£o.

Em Berlim, ela havia feito uma vers√£o simples de “Wrecking Ball” no maior show pop da Alemanha, o Wetten, dass…? em um vestido Moschino vintage estampado em forma de morango, seu cabelo preso em dois coques. Talvez esperando que ela usasse sua nova faceta de pessoa malcriada, ela diz que os produtores de TV haviam sido aturdidos pelo conceito. “Eu estava tentando explicar a ele – em Ingl√™s, e ele √© alem√£o – por que o morango. Eu dizia: “O show inteiro foi constru√≠do em torno deste vestido de morango e seu conte√ļdo morango, que tem que ser.” E os rostos deles diziam tudo, era como se fosse “essa garota √© doida”. Mas eu vejo que √© o que vai reunir tudo e fazer de tudo uma hist√≥ria. Na minha cabe√ßa eu fico tipo… os morangos est√£o estourando, por isso √© como uma mistura de Fruit Ninja com o jeito como meu cora√ß√£o se sente. √Č profundo, mas engra√ßado.” Em Londres, fez uma apresenta√ß√£o no The X Factor e quis diminuir o grande e brilhante palco e transform√°-lo em algo √≠ntimo, a fim de parar de parecer outra m√° imita√ß√£o de um palco do Oscar. Ela tem preparado uma dire√ß√£o vacilante arte, quadro a quadro, para o palco e trouxe uma refer√™ncia de ilumina√ß√£o de est√ļdio dura, inspirada por seu vestido para a performance, um longo e dourado at√© o ch√£o, feito por Marc Jacobs.¬†A performance √© reconhecidamente anti-glamourosa. Ele sentou-se perfeitamente imperfeita ao lado de seus atuais quadros de refer√™ncia. No American Music Awards sua atua√ß√£o girou em torno de um gatinho animado triste, lembrando um pouco Odd Future, o hip hop coletivo de Los Angeles, com quem ela compartilha um carinho por interpreta√ß√Ķes distorcidas da iconografia de desenho animado. O marco visual principal mais pr√≥ximo √† sucess√£o de estabelecer sess√Ķes de fotos em 2013 de Miley n√£o foi o trabalho de suas companheiras do pop, mas a surpresa do sucesso comercial de Harmony Korine na exposi√ß√£o dos padr√Ķes de jovens em Spring Breakers. Entre eles, uma nova est√©tica brutal est√° emergindo e tudo se parece com material de tese.

Como sempre acontece com estrelas da m√ļsica pop no meio de uma intensa corrida promocional, Miley Cyrus est√° come√ßando a ficar um pouco entediada com ela mesma. “Tudo √© t√£o pensado, √© cansativo“, diz ela. “Eu sinto como se eu j√° estive em todos os lugares. Houve uma noite em que eu estava no Jimmy Kimmel √†s 11 horas e, em seguida, eu estava no Good Morning America √†s seis da manh√£. Tipo, literalmente, eu n√£o dormi. Essa foi toda a piada: “Miley n√£o vai dormir esta noite, por isso, veremos como ela √© boa cantando depois de n√£o dormir.

Na consci√™ncia popular, o 2013 de Miley foi definido por sexo, drogas e twerk. O poder viral de sua primeira performance p√≥s-Disney no Video Music Awards da MTV no dia 25 de agosto foi surpreendente. Quando voc√™ v√™ esse momento de choque mundial, os produtores esperam que o truque venha ser realizado novamente e novamente. “Quando eu vou em programas matinais, eles – em vez de me dar um maldito bom-dia – j√° v√™ falando “N√≥s vamos fazer uma festa com twerking, e voc√™ vai julgar um concurso twerk!” Eu fico tipo: “N√£o, eu n√£o vou fazer essa porra.” Voc√™ n√£o pode me pagar o suficiente para fazer isso. Literalmente.” Mais tarde, ela se qualifica sobre isso. “Realmente, quando as pessoas pensam nisso, a primeira coisa que pensam √© em mim, e eu sou apenas esta menina branca de Nashville que colocou um v√≠deo engra√ßado de mim mesma em uma dan√ßa num macac√£o. Ent√£o, as pessoas tornaram isso uma loucura. Por isso, √© simplesmente insano quanto controle e poder insano √© dado a voc√™ ao longo de um momento cultural, n√©? Eu acho que √© por isso que as pessoas enlouquecem quando viram famosas.
Por estar encarregada das ideias criativas, Miley se sente mais bem equipada para explicar as tangentes de sua imaginação. Acostumada com o brilho falso da temporada de prêmios após temporada de prêmios pontuando seus anos da Disney, durante o qual ela assinou contrato com a gravadora da casa do Mickey Mouse, Hollywood Records, Miley traz testes de iluminação e temas para o palco em todos os lugares agora. Uma equipe pequena, ela selecionou pessoalmente, de sua idade, disposição e temperamento, manda as ideias direto de L.A. via e-mail para a criação de caóticos e errados novos cenários para inflamar seu instinto nas performances.

Você sabe, as pessoas ficam rindo e acham que é engraçado que eu digo que eu sou um grande feminista, mas o que em mim não é? Eu digo para as meninas: seja quem você é. Faça a porra que você quiser.

Supervisionar o elemento pr√°tico de trazer tudo isso para a vida √© por conta de¬†Diane Martel, a produtora/diretora que causou v√°rias controv√©rsias em 2013 por dirigir o videoclipe de¬†Blurred Lines, do¬†Robin Thicke. Incubada no inexpress√≠vel, no puro perfeccionismo da f√°brica de Cinderela dos sonhos da Disney,¬†Miley Cyrus¬†agora gosta que tudo seja um pouco fora do comum, para apresentar uma vers√£o do confrontante feminismo que mostra o que as irm√£s malvadas passaram, tamb√©m. Quando nos sentamos dois dias depois, Miley explica claramente, razoavelmente e categoricamente que n√£o houve figuras masculinas sombrias¬†como¬†Svengali¬†em seu passado, instruindo-a sobre a melhor forma de projetar a posi√ß√£o de sua carreira ao √°pice da satisfa√ß√£o comercial. “N√£o. Existem apenas pessoas me dizendo para n√£o fazer o que estou fazendo“, ela explica seu processo. “Eu e¬†Diane enviamos um e-mail com exatamente o que vai ser feito. Estamos t√£o obsessivas-compulsivas antes de eu fazer qualquer coisa. √Č por isso que vai ser um pouco diferente“.

Sobre seu cabelo, dois dias depois e a palavra √©: o corante ainda n√£o saiu. A reuni√£o dessa tarde √© sobre um assunto inesperadamente emocionante no hall de entrada do est√ļdio do¬†The X Factor, no noroeste de Londres. Na frente dos port√Ķes de a√ßo do¬†Fountain Studios, h√° um bando de adolescentes gritando que se reuniram para declarar seu amor por¬†Miley Cyrus¬†e outros h√≥spedes para fazer um ensaio geral no Domingo,¬†One Direction.

A primeira pessoa que eu vejo √©¬†Harry Styles¬†saindo de um¬†Mercedes¬†com janelas escuras.¬†Gary Barlow¬†tamb√©m trocou gentilezas enquanto caminhava rapidamente at√© seu camarim. Um mensageiro passa animadamente sobre a informa√ß√£o de que¬†Kate Moss¬†est√° na plateia essa noite. Sobre os chefes da¬†Sony Records¬†e¬†ITV, ambos vieram para a ocasi√£o. Em meio a toda essa bagun√ßa,¬†Miley Cyrus¬†aparece atrav√©s de portas girat√≥rias usando¬†leggings de l√°tex, salto plataformas, um casaco de leopardo e um brinco de ouro em sua orelha esquerda. Ela est√° ostentando um turbante que apresenta um broche da¬†Chanel¬†($4,000) na testa. “O cabelo n√£o vai ser limpado. Ele mentiu!“, diz ela, embora pare√ßa encantada com o chap√©u improvisado por¬†Grey Gardens¬†e¬†Gloria Swanson¬†que ela estava usando para esconder o cabelo vermelho. “Voc√™ vai usar isso no palco?“, pergunta um de seus acompanhantes, indicando o turbante. Claro que vai.

Ela me acompanha at√© um trailer fora do est√ļdio, que est√° repleto de cheiro de maconha rec√©m-fumada. Ela acende um cigarro e pergunta se eu gostaria de acompanh√°-la para ver a banda¬†One Direction¬†fazer o ensaio geral, quando chegasse a hora. Parecia divertido. “Bom, voc√™ √© gay“, respondeu ela. N√£o h√° ningu√©m com t√©dio na sexta-feira. Nas horas antes da apresenta√ß√£o, ela estava focada, alerta, pronta. Seu fluxo de conversa√ß√£o √© r√°pido, agudo e n√£o editado.

Seu racioc√≠nio por tr√°s de ser transparente com seus h√°bitos n√£o fazem parte de sua coisa punk. A maconha agora √© legal na Calif√≥rnia, de qualquer forma. “E n√£o era como se fosse o Teen Choice Awards“, ela diz sobre o EMA. “Ok, neste momento, quantas vezes voc√™ j√° me viu fumar um baseado? Eu fumo maconha, e n√£o me importo se voc√™ tirar uma foto de mim. √Č isso a√≠, sabe? Por que as pessoas v√£o continuar falando sobre isso se voc√™ √© honesta?“.

Miley Cyrus¬†rapidamente se estabeleceu na consci√™ncia popular como a estrela pop mais pol√™mica de sua era. Isso n√£o era para ser assim. Ela nasceu¬†Destiny Hope Cyrus¬†em 23 de Novembro de 1992. O nome “Miley” foi uma deriva√ß√£o de ‘Smiley‘, um apelido dado por conta de seu temperamento infantil alegre. Ela nasceu apenas depois que seu pai, a estrela country de¬†Nashville¬†Billy Ray Cyrus, tinha desfrutado de um sucesso global com o irreprim√≠vel¬†Achy-Breaky Heart. “Meu pai me disse que quanto mais voc√™ pisar na merda, mais ela fede. Ent√£o n√£o dar a m√≠nima, basicamente. Essa √© a maneira de ele dizer isso“.¬†Miley¬†come√ßou a fazer testes para trabalhos na televis√£o aos 11 anos. Ela foi suspensa pela primeira vez ap√≥s retornar de uma viagem de filmagens no Canad√°. “Eles me colocaram na ISS [suspens√£o escolar] e voc√™ tem que se sentar na sala do diretor e fazer o seu trabalho na frente de todos“.

O que ela fez? “Eu estava explicando um beijo franc√™s para toda a classe. Eu vestida de Afrodite. Eu estava tipo ‘Eu sou a rainha do sexo! Eu amo ter filhos, beb√™s beb√™s beb√™s’ – tudo isso embrulhada em uma toalha. Chamaram meus pais e falaram tipo ‘Ela est√° fingindo ser Afrodite’, porque estava em uma aula de grego sobre mitologia, e de repente, eu estava toda vestida e fiz um v√≠deo. Isso foi realmente hil√°rio.¬†Eu tive que beijar um garoto num programa de TV, ent√£o eu voltei e eu estava tipo ‘Isso √© tudo o que importa. A l√≠ngua fica aonde deve‘.

A ironia de ela ser suspensa por explicar como usar a l√≠ngua n√£o est√° perdida na cantora. “Eu sei, √© muito rid√≠culo“. Ela n√£o tem ideia do qu√£o longa sua l√≠ngua realmente √©. “√Č isso“, diz ela, colocando a l√≠ngua para fora. “Mas eu n√£o posso tocar meu nariz. Isso n√£o √© estranho?“.

Aos 13 anos ela ganhou o papel principal em¬†Hannah Montana.¬†Miley¬†interpreta¬†Miley Stewart, uma estudante comum durante o dia que leva uma vida dupla como¬†Hannah Montana, uma sensa√ß√£o pop, durante a noite. Ela ganhou seu primeiro¬†Teen Choice Awards¬†como estrela revela√ß√£o em 2006 e se fixou rapidamente como um novo √≠dolo americano.¬†Hannah Montana: O Filme¬†estreou com n√ļmeros de grande sucesso, tendo¬†17,436,095 d√≥lares¬†em sua semana de estreia. Ela n√£o assistiu ao primeiro epis√≥dio de¬†Hannah Montana¬†quando foi ao ar. “Eu n√£o sei o motivo. Eu fiquei envergonhada?“. Sua irm√£ mais nova,¬†Noah, de 12 anos, foi assistir reprises da franquia recentemente. “√Č incr√≠vel, mas √© estranho porque isso n√£o se parece comigo. Eu n√£o posso nem imaginar o que estava na minha mente quando eu estava fazendo isso. Eu gosto de coisas mais secas, pessoas sarc√°sticas. Em um espet√°culo infantil √© t√£o oposto, √© t√£o f√≠sico“.

Ela foi fotografada nua por¬†Annie Leibovitz¬†para a¬†Vanity Fair. “Eu n√£o queria voltar e mudar nada disso, mas uma coisa eu gostaria de fazer diferente: o fato de eu ter me desculpado“. ¬†Seus assistentes na √©poca fizeram quest√£o de um pedido de desculpas p√ļblico para os f√£s. “Tipo, por que eu tenho que publicar um comunicado dizendo que eu sinto muito por tirar uma foto com¬†Annie Leibovitz?“. Sua determina√ß√£o parece ter endurecido naquele momento.

Para¬†Miley, o problema com¬†Hannah Montana¬†foi que o feminismo que apresentava caiu de pouco para nenhum. “Acho que isso √© o que as mulheres s√£o avisadas para ser e eu acho que estava seguindo isso porque eu tenho um estilista e um produtor de maquiagem e cabelo e eles s√£o treinados a ser assim. Isso n√£o √© bonito“. Ela tamb√©m tinha apenas 13 anos quando todo esse papo de feminilidade come√ßou a ser aplicado. “Eu n√£o sinto como se nunca quisesse que as pessoas sentissem que eu sei mais do que elas, mas eu sempre digo √†s pessoas que isso n√£o √© um concurso. Deixe-me parecer como eu e n√£o vamos fazer isso de quem pode superar o outro com vestido, o cabelo, a maquiagem ou o que seja. √Č t√£o rid√≠culo o qu√£o divertidas as premia√ß√Ķes se tornaram. Eu prefiro procurar parecer bonita na vida real do que no tapete vermelho. Na vida real? Isso √© o que voc√™ √©. Quem quer ir para casa e tirar o seu cabelo? Ou os c√≠lios? Ou os peitos? Mas tire seu lindo vestido e voc√™ est√° incompleto. Sabe?“.

Seu contrato acabou com a Disney antes de ela ter escolhido filmar a √ļltima temporada de Hannah Montana, mas ela decidiu assinar pra essa temporada. Seus f√£s mereciam um final apropriado para Hannah. “Eu me senti tipo, em vez de chatear todas essas pessoas que realmente me amavam, me deixar fazer aquilo por eles e fazer todos os epis√≥dios. Eles teriam um ano para¬†repercutir¬†e eu poderia relaxar e¬†aprender a ser um ser humano.
Depois de embrulhar o seu epis√≥dio final, ela encontrou a v√°lvula de press√£o de seu sucesso. “Quando voc√™ passa dois anos fora da m√≠dia, os paparazzi te deixam, as pessoas te deixam e eu podia finalmente andar por Los Angeles” Ela come√ßou a andar pela Chuck’s Vintage Store em Melrose Avenue, aconselhando os clientes japoneses sobre as melhores pe√ßas de Ralph Lauren. H√° uma sess√£o de fotos em topless da √©poca em que ela estava se lan√ßando na cidade. Ela ouvia a m√ļsica que ela queria ouvir e cuidava de seus pr√≥prios assuntos. Ela se establizou com um namorado fixo, o ator australiano Liam Hemsworth, apenas dois anos mais velho que ela. Eles ficaram noivos.

Eu nunca falo nada de ruim sobre ningu√©m“, Miley diz. “N√£o vou fazer isso.

Miley Cyrus¬†parecia exatamente como se ela fosse voltar de sua jornada p√≥s-Hannah Montana¬†na forma dessas contempor√Ęneas princesas de¬†Nashville¬†modernas,¬†Taylor Swift¬†e¬†Kacey Musgraves, facilitando seu caminho para o mercado adulto por escoltar cuidadosamente os pr√©-adolescentes junto com elas.¬†‚ÄúOh, eu n√£o podia “, ela disse.¬†“Essa nunca fui eu. N√£o √© como se fosse Shania, afinal. Eu s√≥ queria descobrir o que √© a vida. Eu tinha algu√©m que me vestia todos os dias desde que eu tinha 13 anos. Eu tinha 11 anos quando comecei a fazer audi√ß√Ķes, 13, quando eu estava realmente fazendo isso e 18, quando tinha acabado.‚ÄĚ

Sua nova liberdade encontrada combinava com ela. Ela optou por sair de seu contrato com a¬†Hollywood Records¬†e come√ßou a montar um novo conjunto de can√ß√Ķes para sua pr√≥pria satisfa√ß√£o, fora de qualquer controle de r√≥tulo. “Eu sou uma pessoa espiritual, mas eu n√£o sou uma pessoa religiosa. Eu acho que h√° algumas coisas no mundo que podem fazer voc√™ acreditar em Deus e eu realmente acho que cantar √© uma delas. Nunca h√° um momento em que eu me sinto infeliz em fazer isso.”¬†A primeira can√ß√£o que ela decidiu colocar no¬†Bangerz, foi a balada de abertura esot√©rica¬†‚ÄúAdore You”, uma can√ß√£o que lembra momentos mais l√Ęnguidos de¬†Frank Ocean¬†no¬†canal Orange.¬†Miley¬†a escreveu na¬†Filad√©lfia¬†com a cantora de R&B formid√°vel¬†Stacy Barthe,¬†“que √© a melhor. Ela foi, na verdade, quem me fez querer cortar o meu cabelo. Eu estava sentada l√° olhando para ela e eu fiquei tipo, “Voc√™ gosta de ter a cabe√ßa raspada?” E ela estava tipo, “Vadia, eu estou sempre mostrando¬† meu rosto. Sim. Sim. Quando voc√™ tem esse corpo, voc√™ tem que mostrar esse rosto.”¬†Barthe estava no meio de um programa de dieta, tentando perder 100 kg em condi√ß√£o de obter o seu pr√≥prio recorde no ¬†mercado.¬†“Logo que eu cortei o cabelo, eu me senti tipo, oh, eu posso jogar esse jogo agora. Acho que as pessoas deveriam ser quem s√£o. √Č por isso que hoje no¬†The X Factor¬†eles ficaram tipo: “O qu√™? Voc√™ n√£o vai passar maquiagem?” E eu disse: “N√£o, eu quero lavar meu rosto e n√£o fazer nada”, porque √© muito X Factor te deixar toda glamorosa. Eu n√£o preciso dessas coisas. Fa√ßa merda, seu merda. Nossa vibra√ß√£o precisa ser um pouco ca√≥tica e um pouco fora do normal e um pouco menos s√©ria. Acho que as pessoas deveriam ser quem s√£o. “

Em 1850, o autor norte-americano¬†Nathaniel Hawthorpe¬†escreveu¬†The Scarlet Letter, sua obra-prima de conjunto hist√≥rico no s√©culo 17 de¬†Sal√©m. Nele, sua hero√≠na Hester Prynne √© marcada com a letra ‘A’ depois de conceber uma crian√ßa atrav√©s de um caso de adult√©rio. Toda a cidade assiste a humilha√ß√£o p√ļblica de Hester.¬†Ao longo do livro, ela assume o manto de um emblema para o puritanismo estranho e moral da comunidade e da hipocrisia evidente. Sempre me surpreende que o livro n√£o √© mais referenciado no debate feminista contempor√Ęneo divisionista em torno de charme de vagabunda. A analogia com a rea√ß√£o ao desempenho de¬†Miley Cyrus¬†em 25 de agosto de 2013 no¬†VMA¬†√© demasiadamente estreita para n√£o mencionar. Uma cita√ß√£o ficou na minha cabe√ßa quando a li por meio de investiga√ß√£o antes de conhecer¬†Miley. Realmente, h√° apenas tantas fofocas do¬†TMZ¬†que voc√™ pode percorrer, sem a busca de um contexto um pouco mais rico, mais amplo.¬†“Ela foi a inf√Ęmia comum”, diz Hawthorne do Prynne,¬†“em que toda a humanidade foi convocada para culpar.”

Você era?

‚ÄúCerto, uh uh, exatamente”. Ela n√£o vai ser arrastada para brigas pessoais com indiv√≠duos que se jogam publicamente no c√≠rculo de criticar suas performances: a carta aberta de¬†Sinead O’Connor,¬†o v√≠deo de¬†Lily Allen¬†zombando, toda a campanha de marketing introduzindo a jovem cantora da¬†Nova Zel√Ęndia,¬†Lorde¬†para o mercado global aparentemente sendo constru√≠da sobre o momento de oposi√ß√£o e oportunista de simplesmente n√£o ser¬†Miley Cyrus¬†.¬†“Eu nunca disse nada de ruim sobre algu√©m”, diz Miley .¬†‚ÄúEu n√£o vou fazer isso.‚Ä̬†O que ela vai fazer √© defender o seu pr√≥prio ponto na porta da sexualidade feminina jovem.¬†‚ÄúVoc√™ sabe, eu acho que a minha coisa toda, e o que eu tenho incentivado, √© apenas por “eu estar sendo eu mesma.” Eu n√£o acho que eu sou qualquer coisa. Eu s√≥ sei que √© besteira e √© por isso que eu n√£o penso sobre isso, porque eu sinto que estou realmente fazendo alguma coisa. Eu estou falando ¬†para a minha gera√ß√£o jovem. ‚ÄúEu n√£o dou a m√≠nima. Seja voc√™, ao m√°ximo.”

Ela mant√©m seus pensamentos r√°pidos, duros e impenitentes. Sua tenacidade √© estonteante. Ela sabe que as cr√≠ticas feitas √† ela s√£o largamente idiotas.¬†“O que √© t√£o louco para mim, e isso √© loucura , √© que a sexualidade √© ainda t√£o ofensiva. As crian√ßas precisam saber sobre a sexualidade. As meninas precisam estar confort√°veis com isso. Voc√™ sabe, as pessoas riem e acham que √© engra√ßado o fato de eu dizer que eu sou uma grande feminista, mas o que sobre mim, n√£o √©? Digo as meninas, para elas serem quem elas s√£o. Fazerem a porra que elas quiserem”

Ela n√£o acha que as cr√≠ticas por sua transi√ß√£o venham diretamente de pessoas que n√£o querem que suas princesas da Disney sejam ‘estragadas’.¬†“Eu acho que √© s√≥ porque n√£o h√° mais ningu√©m fazendo isso, ent√£o eu sou a √ļnica sendo dura. Eu tamb√©m estou fazendo isso nesta vers√£o menos glamourosa do que as pessoas pensam sobre o que ser sexy deveria ser.”¬†Quando voc√™ come√ßar a pensar em¬†Miley¬†como uma li√ß√£o de anti-bonita, ela come√ßa a assumir o peso e import√Ęncia.¬†“Eu vou estar em uma tanga, mas n√£o vai ser tanga da Victoria Secret com o meu cabelo at√© aqui e um rosto cheio de maquiagem. Como se eu estivesse indo de volta ao punk, h√° algo sexy nisso”.

Cita√ß√Ķes de quando ela estava promovendo¬†Hannah Montana¬†foram reprisadas para conden√°-la.¬†“As pessoas sempre estar√£o tipo ‘Em um momento voc√™ tinha um anel que dizia que n√£o ia fazer sexo at√© que voc√™ se casasse’. Isso foi ¬†tipo uma moda passageira”. Ela cresceu com isso.¬†“Eu tenho certeza que os pais de tantas crian√ßas as ouvem dizendo ‘Miley isso’ ou ‘Miley aquilo’. Mas ent√£o eles me veem. E eu acho que as crian√ßas s√£o as maiores detectoras de bobagens, porque elas sabem que eu n√£o estou fazendo isso para tentar vender a porra do meu CD, o que n√£o √© realmente com que eu estou preocupada. Eu n√£o vou sentar aqui e dizer a voc√™ o que eu fiz ou quantos √°lbuns eu vendi ou qualquer outra coisa. Eu n√£o sei dessas merdas. Eu sei que vende pra caramba, mas eu n√£o sei, porque eu n√£o me importo com n√ļmeros”.

No final do tempo estipulado da entrevista,¬†Miley Cyrus¬†se aproxima de algo como sua mantra vida.¬†“Eu acho que voc√™ pode escolher ser feliz e viver a vida de uma forma positiva, ou voc√™ pode n√£o escolher. Eu vejo pessoas que se destacam e que t√™m pensamentos negativos, e elas nem sequer sabem que elas s√£o negativas. Elas apenas dizem pequenas coisas negativas durante todo o dia e eu noto que as pequenas coisas negativas acontecem com elas o dia todo. Mesmo quando a vida me joga merdas eu tento apenas dar a volta e sorrir e encontrar algo engra√ßado com isso”.

As noites de performances no¬†X-Factor¬†v√£o perfeitamente. Se o prop√≥sito de¬†Miley¬†√©¬†confundir e enfrentar o l√©xico visual da fama pop contempor√Ęnea, ela parece fazer isso ali mesmo. Ela canta uma can√ß√£o de amor brilhantemente brilhante. Ela nunca quis come√ßar uma guerra. No entanto, na manh√£ seguinte , os escritores de manchetes, claramente se esfor√ßam para encontrar um tamanho de banner para uma nova abordagem confusa did√°tica, fresca ao pop contratado pela mulher mais procurada no Google, no mundo. O site da revista¬†Heat¬†opta por literalismo:¬†‘Miley Cyrus performa no The X-Factor usando um turbante’.¬†‘Infelizmente a estrela falhou na rebeldia’¬†- lamenta o¬†Daily Mail Online.

Miley¬†acrescentou sua pr√≥pria sabedoria no Twitter:¬†“Te criticam se voc√™ faz, te criticam se voc√™ n√£o faz.”

Nós nunca conseguimos ver um ensaio da One Direction. Em vez disso, Miley me mostrou algumas imagens em seu telefone de ideias para a turnê que ela estava prestes a começar em toda a América, e que ela espera levar todo o mundo nos próximos três anos. Ela está animada com a proposta de ser acompanhada por sua estrela de abertura de shows, a rebelde do pop, Sky Ferreira.

“Ela √© foda”, diz ela sobre Sky se juntar a ela.¬†“H√° algo sobre ela vestindo Saint Laurent com suas meias descasadas que √© assim que uma op√ß√£o para mim. Eu acho que a maioria das meninas… OK, sempre t√™m medo de garotas que dizem que n√£o gostam de outras garotas. Eu sou uma dessas, ent√£o √© a Sky. N√£o √© que eu n√£o goste de garotas, √© que elas podem ser realmente falsas. Sky n√£o √© falsa e eu n√£o sou falsa, ent√£o eu realmente gostaria de ter pelo menos uma garota que √© foda assim. Se alguma coisa est√° uma merda, ela vai e fala: ‘Isso √© uma merda.’”

O plano inicial nesta fase √© para elas fazerem um dueto/cover de¬†Hole, m√ļsica de¬†Stevie Nicks¬†durante o show.¬†Miley¬†e Sky n√£o s√£o, talvez, as primeiras, mas pelo menos as mais not√°veis ‚Äč‚Äčfilhas do pop por terem aprendido tanto com a abordagem audaciosa de¬†Courtney Love, confusa para os holofotes como uma impec√°vel ambi√ß√£o controlada de¬†Madonna.¬†“N√≥s duas estamos em um momento em nossas vidas onde eu sinto que n√≥s precisamos apenas p√īr o p√© na estrada e ter uma experi√™ncia musical novamente. N√£o pense nas gravadoras, n√£o pense sobre a solteirice, n√£o importa mais a venda de discos. Sky era a √ļnica que eu realmente queria que viesse, e foi s√≥ porque eu n√£o quero ficar sozinha quando estiver, tipo em Oklahoma. Eu quero estar com a Sky”.

Miley¬†e Sky s√£o a primeira gera√ß√£o de estrelas pop que viram¬†Britney Spears¬†raspar a cabe√ßa em um sal√£o de beleza de Santa Monica, n√£o como seu momento de loucura,¬†mas como a primeira vez que houve uma luta por qualquer tipo de controle visual para tr√°s sobre o modelo r√≠gido do mundo pop no s√©culo 21.¬†Miley¬†compara sua amizade com¬†Joan Jett¬†e¬†Cherie Currie¬†de nos dias de ouro do The Blackhearts.¬†“Eu acho que √© divertido para brincar com isso.”

Quando ela se separou de seu noivo,¬†Miley¬†n√£o se lembra do que ela fez com o anel de noivado.¬†“N√£o sei. Eu acho que ele ainda est√° no chuveiro.”¬†Ela n√£o parece particularmente perturbada por ele.¬†“N√≥s ainda nos falamos e nos comunicamos. Eu estava com ele desde que eu tinha 16 anos e nada nunca vai fazer isso ir embora. Eu conheci esse cara todo esse tempo e se n√£o der certo eu ainda posso sorrir e am√°-lo e ele pode me amar e isso √© √≥timo, essa √© a maneira de ser. A vida √© muito curta. Se voc√™ √© chamado um dia e, Deus me livre, a pessoa n√£o est√° l√°, ent√£o a √ļltima coisa que voc√™ quer saber √© que voc√™ teve o seu ego na frente de voc√™. Se voc√™ ama algu√©m, o diga. Se voc√™ quer ser amigo de algu√©m, seja amigo dele.”

Ela est√° com sorte.¬†“N√£o d√™ a m√≠nima para o que algu√©m diz. Quebre as regras, porque √© divertido e voc√™ vai se lembrar disso. Voc√™ n√£o vai se lembrar do tempo que voc√™ sentou na sala de aula e n√£o escreveu esse bilhete para o seu amigo que voc√™ queria escrever. Voc√™ vai se lembrar do tempo que voc√™ se meteu em problemas por escrever o bilhete para o seu amigo. Isso √© tudo que eu lembro do ensino m√©dio. Lembro de ter tido aula de culin√°ria. Lembro de todas as boas merdas que eu tive que lembrar – e ent√£o eu me lembro de ficar encrencada, porque foi muito divertido. A primeira suspens√£o quando voc√™ √© uma crian√ßa √© divertido, porque agora voc√™ tem uma hist√≥ria realmente incr√≠vel para contar. Ficar encrencada era o melhor.”¬†

Fonte: LOVE Magazine – Reino Unido
Via: MileyCyrus.bz
Tradu√ß√£o: Matheus Ara√ļjo, Henrique Silveira, Giovanna Bianchi e Elton J√ļnior – MCyrus.com.


Comments Off
Miley revela que ainda fala com Liam Hemsworth para a Love Magazine
31
January
2014




liam 1

Miley recentemente concedeu uma entrevista para a Love Magazine, onde a cantora também estará estampando a capa. Ela falou sobre várias coisas, entre elas, seu relacionamento com Liam Hemsworth, seu ex-noivo. Confira abaixo a matéria do site DailyMail traduzida:

A cantora pop Miley Cyrus revelou que ela n√£o sabe onde est√° seu anel de noivado que seu ex-noivo Liam Hemsworth lhe deu. A cantora de 21 anos fez a surpreendende revela√ß√£o em uma entrevista para a Love Magazine, onde a mesma √© a estrela da capa da edi√ß√£o Primavera/Ver√£o. Quando questionada sobre onde estava seu anel de noivado Neil Lane de 3,5 quilates, dado a ela pelo ator australiano, ela disse: ‚ÄúN√£o sei. Acho que est√° no chuveiro.‚ÄĚ

Ela acrescentou: ‚ÄúN√≥s ainda conversamos e nos comunicamos. Eu estava com ele desde os meus 16 anos e nada vai fazer isso acabar. Eu conhe√ßo esse cara desde sempre e se isso n√£o der certo eu ainda posso sorrir e am√°-lo e ele pode me amar e isso √© bom, √© como tem que ser. A vida √© muito curta. Se voc√™ √© chamado um dia e, Deus me livre, fica sabendo que a pessoa n√£o est√° aqui, ent√£o a √ļltima coisa que voc√™ quer saber √© que voc√™ teve o seu ego na frente de voc√™. Se voc√™ ama algu√©m, diga-lhe isso, se voc√™ quer ser amigo de algu√©m, seja amigo desse algu√©m.‚ÄĚ

Durante a entrevista, que é acompanhada por uma sessão de fotos picantes por David Sims, ela aborda a sua atitude em relação á sexualidade.

“O que √© loucura para mim, e isso √© uma loucura, ¬†que a sexualidade √© algo ainda t√£o ofensivo. As crian√ßas precisam saber sobre a sexualidade. As meninas precisam se sentir confort√°veis com isso. Voc√™ sabe que as pessoas riem e acham que √© engra√ßado quando eu digo que eu sou uma grande feminista, mas isso √© sobre mim, n√£o √©? Eu digo para as garotas, sejam quem voc√™s quiserem. Fa√ßam a m*rda que voc√™s quiserem “, disse ela.

Miley e Liam confirmaram que haviam se separado em Setembro de 2013, depois de estarem juntos por dois anos.

O casal se conheceu no set do filme de romance dram√°tico ‚ÄúThe Last Song‚ÄĚ (A √öltima M√ļsica) em 2010, e come√ßaram a namorar n√£o muito tempo depois.

Liam prop√īs a m√£o da ex-estrela de Hannah Montana em Maio de 2012.

‚ÄúEu estou t√£o feliz de estar noiva e olhar para frente e ver uma vida repleta de felicidade com o Liam‚ÄĚ ela contou √° People Magazine.

Desde a separação, tanto Miley quanto Liam se mantiveram em silêncio sobre o que aconteceu entre eles e seus sentimentos um pelo outro.

Fonte: DailyMail


Comments Off
Miley Cyrus fala sobre a presen√ßa de Madonna em seu “Unplugged”
29
January
2014




madge

Yeehaw! Miley Cyrus queria apenas um √≠cone para iluminar seu palco durante o “MTV Unplugged“. Ent√£o, quando Madonna acompanhou Miley na quarta-feira √† noite, ningu√©m ficou mais chocado do que a princesa do pop, de 21 anos.

Eu queria ter algu√©m aqui que n√£o fosse muito √≥bvio e algu√©m que fosse diferente de quem est√° no meu CD. Seria algo que as pessoas realmente n√£o iriam esperar“, ela disse ao MTV News sobre a parceria com a estrela pop lend√°ria. “E nem eu esperava a Madonna necessariamente pra fazer o ‘Unplugged’ comigo. Ent√£o, o fato de que ela est√° aqui, fazendo essa coisa do country comigo, √© inacredit√°vel. Estou t√£o feliz.

Miley então declarou como Madonna influenciou seu estilo próprio nas performances.

Eu cresci ouvindo Madonna e muito do que ela representou para mim √© o que eu tento representar para meninas agora: n√£o ter medo da sexualidade e realmente ser quem voc√™ quer ser e fazer o que voc√™ quer fazer“, disse ela .

Madge e Miley, as duas vestindo roupas no estilo cowgirl cheias de lantejoulas, apresentaram um mash-up do hit de Madonna “Don’t Tell Me” (2000), e o hit de Miley “We Can’t Stop” (2013).

Fonte: MTV

O especial ir√° ao ar nos Estados Unidos hoje (29) e no Brasil no dia 6/02, na MTV Brasil.


Comments Off
  • Archives

  • Website Informations

    Since: October , 27th 2009
    Maintened by: Xella & Vanessa
    Designed by: Xella / Fanfusion.Org Themes
    Visiteurs:
    Today:
    Online:
    MCyrus.Com est un simple fansite sur l'actrice. Ce site est dans le seul but de donner un maximum d'informations de news, et de photos sur l'actrice pour d'autres fan. Nous n'avons aucun contact avec Miley,ses proches ou son agent. Merci de respecter notre travail.
    Copyright © 2009 - 2010

  • Sponsor


  • 728x90.js">